Sexta-feira, 17.12.10

Wiki, wiki, wiki

A revista Time elegeu Mark Zuckerberg, criador do Facebook, como a personalidade do ano enquanto que Assange, criador do Wikileaks, será o principal candidato no próximo ano. Entretanto, em Portugal, o programa de maior sucesso chama-se "Casa dos Segredos", cujo canal de cabo é igualmente dos mais vistos. Existe um ponto comum nestes três factos: a divinização da verdade e da transparência. Sucede que nem a verdade nem a transparência é em si um valor absoluto.

 

(Pausa para assimilar, com a mesma expressão que irrompeu da face da Judite de Sousa quando confrontada com a confidência de Noronha de Nascimento de que o direito à informação não era o principal direito na sociedade)

 

A verdade nua e crua é incompatível com a compaixão, com a vida societária e as regras não escritas que a acompanham. Em contrapartida, o seu contrário, i.e., a mentira e simulação constante impediriam o relacionamento pessoal. Que comprimido? Azul ou vermelho? Será possível valorar uma acção sem ter em atenção o seu resultado? Em caso afirmativo como não cair num relativismo perigoso? A resposta é a de sempre: voltar aos clássicos, sempre os clássicos.

 

A virtude para o Aristóteles é o meio-termo.

 

No caso da wikileaks deveria ser utilizado o esquema "salsicha": a receita e produção da salsicha deve permanecer secreta a menos que exista alguma ilegalidade, sob pena de nunca mais a conseguirmos consumir.

 

Pensar que a diplomacia funda-se na verdade (nova pausa para assimilar) não é apenas ingénuo mas idiota: imagine-se um diplomata americano encontrar-se com o "querido líder" da Coreia do Norte e expressar com total verdade o que pensa sobre ele. Afigura-se que não se augura um resultado nada agradável desta diplomacia da verdade e da transparência.

 

música: Uegue Uegue, Buraka Som Sistema
publicado por CRG às 11:09 | link do post | comentar
Sexta-feira, 05.11.10

Política da Verdade?

 

Numa intervenção no debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2011, no Parlamento, Manuela Ferreira Leite pediu aos socialistas para não manifestarem publicamente desconfiança do PSD, fingindo que são "todos muito amigos", para que externamente Portugal tenha uma imagem de estabilidade.

publicado por CRG às 11:44 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Ups, as minhas desculpas :)
  • sem leitores o tanas
  • só posso assinar por baixo do que escreveu!!! Beij...

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO