Sábado, 01.12.12

De pé, ó vítimas da fome!

 

O PCP é um alvo fácil de caricatura: os seus anacronismos, como os termos usados nos seus discursos; a sua rigidez interna perante opiniões dissidentes; a sua intensa militância.

 

A simples menção do seu nome acaba por descredibilizar as ideias acertadas que teve e tem: nos anos 90 foi a única força parlamentar a alertar os efeitos nefastos da destruição do tecido produtivo português (agora relembrados pelo nosso PR). 

 

E se é verdade que o regime comunista falhou - um regime que se embarrica para evitar a êxodo dos seus cidadãos é um regime falhado - não significa que devam ser atirados para o lixo todos os seus ensinamentos, até porque os países que souberam da melhor forma aliar o sistema capitalista ao sistema comunista (países nórdicos) conseguiram não só atingir níveis elevados de prosperidade e riqueza como manter a igualdade social e liberdades individuais.

 

O zeitgeist actual assente no individualismo, no empreendedorismo, na busca do lucro, considera que a ideia de um estado social, com vista a uma sociedade mais justa, com mais direitos e menos desigualdades, é uma causa perdida. No entanto, como Jimmy Stewart disse em "Mr. Smith goes to Washington" as causas perdidas são as únicas pelas quais vale a pena lutar. 

tags: ,
publicado por CRG às 11:41 | link do post | comentar
Sexta-feira, 15.04.11

A culpa é nossa.

Houve um partido que foi contra a integração no euro nos moldes em que foram feitos. Esse mesmo partido foi contra a nacionalização do BPN. Esse mesmo partido foi contra os últimos PEC's. E agora o centro-direita diz que a culpa da actual situação é de todos?! Haja lata.

 

 

 

 

tags: , , ,
publicado por JSP às 12:34 | link do post | comentar
Terça-feira, 12.10.10

Pressões dos EUA?

Henry David Thoreau disse: "Under a government which imprisons any unjustly, the true place for a just man is also a prison". Liu Xiabao foi condenado a 11 anos de prisão por ter sido o principal redactor do manifesto "Carta 08":

 

Este ano é o 100.º aniversário da Constituição Chinesa, o 60.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o 30.º aniversário do Muro da Democracia e o 10.º ano desde que a China assinou a Convenção Internacional dos Direitos Civis e Políticos. Depois de experimentar um prolongado período de desastres dos direitos humanos e uma tortuosa luta e resistência, os cidadãos chineses estão cada vez mais e com maior clareza reconhecendo que a liberdade, igualdade e direitos humanos são valores universais comuns compartilhados por toda a humanidade, e que a democracia, a república e o constitucionalismo constituem o arcabouço estrutural básico da governança moderna. Uma "modernização" ausente destes valores universais e deste arcabouço político é um processo desastroso que priva os homens de seus direitos, corrói a natureza humana e destrói a sua dignidade. Para onde a China se encaminhará no século XXI? Continuará uma "modernização" sob este tipo de autoritarismo? Ou reconhecerá os valores universais, assimilados em comum nas nações civilizadas e construirá um sistema político democrático? Esta é uma decisão fundamental fundamental que não pode ser evitada.

Afirmar que Liu Xiabao não fez nada merecedor do prémio quando por mais de 20 anos lutou por direitos fundamentais pacificamente e que por essa luta foi, por diversas vezes, preso é inefável.

 

Relativamente às pressões dos EUA, o PCP parece o SLB mas em vez de acusar o FCP de todos os males acusa os EUA. Liu foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz de 2010 por Václav Havel, o décimo-quarto Dalai LamaAndré GlucksmannVartan GregorianMike MooreKarel SchwarzenbergDesmond TutuGrigory Yavlinsky, que, como de certo sabes, são todos perigosos imperialistas.

Acresce que não faz sentido, a história comprova isso, os EUA quererem uma China democrática. Uma China autocrática é um muito melhor parceiro comercial. Nem vou falar das divisas americanas que a China comprou e continua a comprar permitindo o financiamento dos EUA.

 

Finalizando, que tipo de pressões sofreram o painel de noruegueses para que fossem obrigados a entregar o Nobel da Paz ao dissidente chinês? Não compravam mais bacalhau? Um dos países mais ricos do Mundo, um dos maiores produtores mundiais de petróleo, sofreram pressões dos EUA? Os mesmos que sofreram pressões para atribuir o Nobel a Al Gore quando o presidente dos EUA era Bush, um acérrimo defensor do aquecimento global, aposto!

E que pressões sofreram os Repórteres sem Fronteiras quando em 2004 lhe entregaram o prémio Fondation de France, por defender a liberdade de imprensa.

 

Os prémios Nobel da Paz nem sempre fazem sentido, concordo. O atribuído ao Obama foi uma aberração. Mas daí a ser efectuada a acusação que o PCP fez é tentar esconder a realidade, retira credibilidade ao PCP e, não percebo, como se pode concordar com tal comunicado.

 

PS: Quanto à afirmação que atribuis ao Liu apenas digo que todos têm frases infelizes da mesma forma que Partidos têm comunicados infelizes!

 

 

 

publicado por CRG às 10:52 | link do post | comentar | ver comentários (6)

Da paz?

Ao contrário do camarada de blog CRG, estou de acordo com o comunicado do PCP sobre o nobel da paz. O comunicado não fala sobre se a China é ou não comunista, apenas diz que o nobel corresponde a "pressões económicas e políticas dos EUA à República Popular da China". Concordo plenamente. Independentemente do que penso ou deixo de pensar da China, concordo com a afirmação. E olhe-se para trás, para Obama, Al Gore ou Shirin Ebadi, e vê-se como anda o nobel da paz. Já para não falar que o premiado, Liu Xiaobo, tem aquelas afirmações polémicas de que o que a China precisa é de 300 anos de colonialismo. Ou seja, o homem pode estar injustamente preso, pode ser vítima da ditadura, pode ser tudo o que quiserem. Mas nobel da paz? Porquê?

publicado por JSP às 01:55 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 11.10.10

Bico Calado

Num curto comunicado enviado hoje às redacções, e divulgado “face a solicitações de vários órgãos de comunicação social”, o gabinete de imprensa do PCP defende que a atribuição do Nobel a Liu Xiaobo é “inseparável das pressões económicas e políticas dos EUA à República Popular da China”.

 

Camaradas, lá porque alguém apregoa o comunismo não quer dizer que não esteja a dizer coisas à toa, sim? E quando olho para este comunicado vejo um oftalmologista que me atira areia aos olhos e que tem poeira na vista.

 

 

Nota: Livre adaptação de letra de Sérgio Godinho.

música: Bico Calado - Sérgio Godinho
publicado por CRG às 16:50 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Ups, as minhas desculpas :)
  • sem leitores o tanas
  • só posso assinar por baixo do que escreveu!!! Beij...

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO

Statcounter

Posts mais comentados