Política de uma nota só

"E a tristeza tem sempre uma esperança..."

Vinicius de Moraes

 

Por este motivo a propaganda do Governo é tão poderosa. Ela corresponde a uma ânsia de acreditar que vai tudo melhorar, que nada foi em vão; todos os sacrifícios valeram a pena e que o futuro será melhor.

 

Com efeito, a propaganda para ter sucesso não precisa de ser verdadeira, nem verosímil, basta que corresponda a uma predisposição, a um desejo latente.

 

Pelo contrário, a satisfação é sempre incompleta. Somos insaciáveis, faz parte da nossa essência. E como tal os níveis de contentamento são ajustados a cada patamar atingido. Como escreveu Naipaul: "satisfaction solved nothing. It only opens up a new void, a fresh need." E, se mesmo assim, nem que seja por um instante, for atingida a satisfação plena esta é agridoce, pois que permanece a certeza que esta não pode durar para sempre.

 

Deste modo, será porventura mais fácil uma reeleição baseado nuns ligeiros e ténues sinais que demonstrem (mesmo que erroneamente) uma melhoria do que com o aviso Macmilaniano de "never had it so good".

 

A ser verdade quais são os incentivos que isto representa para um Governo em funções?

publicado por CRG às 16:29 | link do post | comentar