"Decadência", por Montenegro

"A vida das pessoas não está melhor mas o país está muito melhor", com esta frase Montenegro, líder parlamentar do PSD, consegue exemplificar com uma perfeição cristalina a definição de decadência de Pynchon.

 

Para este escritor, a decadência é o afastamento do que é humano, quanto mais nos afastamos menos humanos nos tornamos. E como somos menos humanos, procura-se impingir a humanidade que se perdeu em objectos inanimados e teorias abstractas. E alguém que fala de pessoas como se fosse pontos ou curvas num gráfico tem crenças não-humanas.

 

publicado por CRG às 15:22 | link do post | comentar