Belgas choc.

Estas são o tipo de bolachas que não consigo parar de comer. Se houver um pacote de Belgas choc cá por casa é bem provável que acabe de um dia para o outro. E porquê? Bem, comecemos pelo início. Eu, e como a maior parte das pessoas, iniciei-me no mundo Belgas com as bolachas normais de manteiga. E durante algum tempo são boas, agradáveis. Mas, com o passar do tempo, tornam-se como as bolachas de água e sal, ou as bolachas Maria - apenas uma recordação das bolachas que costumava comer quando era míudo em casa dos avós. Então começa a procura por novas bolachas, novos vícios que me ocupem a barriga às tantas da manhã enquanto vejo séries de tv. Foi assim que descobri as Belgas choc e não mais as larguei. Elas são iguais às belgas normais mas com uma cobertura de chocolate. Mas só esse facto não chega para explicar o vício. Os senhores das Belgas foram inteligentes e disseram assim: "Nas belgas choc em vez de 4 bolachas por pacote vamos só oferecer 3". Ah, sacanas. É que reparem, 3 é pouco. Mal acabo o pacote, tenho necessidade de abrir outro. E depois do segundo pacote penso que já vou em 6 bolachas, mas  se tivesse nas belgas normais já ia em 8 bolachas e como tal posso abrir outro pacote. E assim sucessivamente. E há um outro factor determinante. Eu acho mesmo que os senhores das Belgas antes de colocarem as bolachas à venda atiram os pacotes de um vigésimo andar. Só assim se explica o facto de elas virem sempre todas esmagadas. Ora, e o que acontece comigo? Pois abro eu o pacote, vejo que estão esmagadas, como-as, e parto para o outro pacote na expectativa que finalmente vou encontrar uma bolacha inteira. E se isso não acontecer, há sempre outro pacote...

Um vício.

publicado por JSP às 03:11 | link do post | comentar