Imposto extra? Não, obrigado.

Costumava-se dizer que para o ideal anti-esclavagista o pior que existia eram os donos de escravos que os tratavam bem, porquanto estariam a tornar uma situação inadmissível aceitável aos olhos da opinião pública.

 

Eu temo que este pequeno rebuçado de um imposta extra sobre os mais ricos - o que corresponde apenas a uma operação cosmética para permitir que os "ricos" possam afirmar que também contribuíram - leve a que nada mude realmente, quer seja na tributação do capital, das transacções financeiras, nos off-shores; que seja no próprio sistema económico actual assente na ideia do "trickle down", combatendo os monopólios e as acumulações de grandes fortunas.

 

publicado por CRG às 12:40 | link do post | comentar