N'América - dos edifícios

Chegados aos U. S. of A., apanhámos uma camioneta em Newark que nos levaria a Nova Iorque. Depois de mais de uma hora de viagem, cansados e exaustos, lá chegámos à cidade. Pegámos nas malas pesadas, parámos para pensar que ainda faltava o caminho para casa, demos um ou outro sorriso por finalmente lá estarmos, e só depois parei para olhar à volta. E cum caneco, estávamos em Nova Iorque. A dimensão dos prédios era abismal. Senti de facto que estava num novo mundo. Disse eu à Sofia na brincadeira que se vivesse em Nova Iorque tinha sido arquitecto. E era bem provável.

 

 

E agora a piadinha parva. Na foto que se segue, imaginem que o prédio da direita é para habitação. Um tipo vive no último andar, sai apressado para o trabalho, bebe o café a correr, despede-se da mulher, sai de casa, entra no elevador, desce prédio abaixo, chega ao carro e... esqueceu-se das chaves!

 

publicado por JSP às 19:59 | link do post | comentar