A luta continua...

A vitória dos "Homens da Luta" no festival da canção resultou em muitas ondas de choque: assobios e saídas da sala por parte plateia que assistia ao vivo; condenações e felicitações por todos os quadrantes políticos; quasi-teses de doutoramento de sociologia sobre as consequências de tal vitória e respectivas causas. 

 

Um pedrada num laguinho não deveria causar tanto rebuliço. Como disse Freud "às vezes um charuto é só um charuto". E isto foi apenas a vitória de um sketch subversivo, num país com muito pouco sentido de humor, que detesta rir de si próprio, das suas idiossincrasias. Criaram um certo incómodo a todos aqueles que se vêem com demasiada importância e levam-se demasiado a sério: na esquerda que se revê no seu aburguesismo e na direita que os olha com desdém. 

 

Dá-lhes Falâncio...

publicado por CRG às 15:41 | link do post | comentar