Queria ter sido eu.

Roberto Benigni realizou no "Tigre e a Neve" aquela que é para mim uma das mais belas introduções de um filme:

 

 

Queria ter sido eu a realizar isto. Pelo cenário, pelo discurso da noiva, pelo grande Tom Waits. E sobretudo pela personagem do Benigni. Pode o romance aparecer-lhe de mão beijada que vai sempre aparecer um carro ou um telemóvel a estragar tudo. Mais ou menos como me sinto no romance. É pá, queria mesmo ter sido eu a fazer isto.

 

publicado por JSP às 01:40 | link do post | comentar