A minha madalena...

Enquanto o Jorge viajava pela velha Albion, eu, mesmo sem DeLorean, embarquei numa cápsula do tempo e fui directo ao passado.
Num fim de tarde de domingo frio e ventoso, embrenhei-me nos corredores labirínticos, muitos sem saída, do Shopping Center Brasília. O seu ar quase imutável, desértico – esperava a qualquer momento que surgisse, levada pela brisa, uma bola de feno – fez-me recordar.
A cada dobrar de esquina, a cada montra vazia, memórias brotavam, algumas que presumia estarem esquecidas. Frases sem importância surgiam vivas como se tivessem sido proferidas naquele momento. Os meus pés reconheciam aquelas passagens soturnas e claustrofóbicas que invocavam outros tempos, tempos de glória, tempos de enchente.
Passeei, ainda, por mais alguns minutos entre as recordações, até que, aturdido e desorientado, regressei ao presente.
publicado por CRG às 21:31 | link do post | comentar