Quinta-feira, 31.03.16

I can't get no satisfaction

A certa altura das nossas vidas a discussão recorrente muda. Esta deixa de ser sobre a profissão que se deseja e passa a ser sobre onde queremos viver. Imagino que passados mais uns anos esta verse sobre o local do repouso eterno - melhor cemitério? Père-Lachaise, é claro.

 

Actualmente pertenço aos que se encontram na segunda discussão que, como todas as que verdadeiramente interessam, nunca tem fim. No entanto, sei onde nunca viveria: há um edifício que na sua fachada tem um anúncio de venda "Aqui vou ser feliz". Nunca aguentaria esta pressão; estaria sempre a interrogar-me: se nem aqui sou feliz, o que se passa comigo? E imagino o terror das assembleia de condóminos. Uma espécie de reunião de apresentadores de programas da manhã, todos sorridentes e bem dispostos, e eu. "Aqui vou estar confortável" seria um slogan bem melhor.

 

Ou então o anúncio é mais um exemplo da obsessão com a felicidade eterna e constante; como ela é usada e abusada para vender tudo, desde bebidas gaseificadas a apartamentos; e como as expectativas criadas distorcem a visão que temos de nós, dos outros, da realidade. 

publicado por CRG às 20:00 | link do post | comentar
Sexta-feira, 11.03.16

The show is always on

No excelente documentário da Netflix sobre a grande Nina Simone é contado um episódio já quase um cliché do mundo artístico: a cantora, transtornada e alheada da realidade - pintava no camarim o cabelo com graxa de sapatos - é empurrada pelo seu marido controlador para o palco para mais uma actuação.

 

O fenómeno Pagliacci segundo o qual o artista é obrigado a esconder as suas angústias perante o público era limitado a esta classe profissional. No entanto, agora com as redes sociais o palco tornou-se universal. Cada um já não vai ter 15 minutos de fama como profeciava Warhol, a atenção é constante e neste contexto a perfeição é o mínimo aceitável. E é simbólico desta nova realidade o facto das fotos digitais, o principal veículo da "actuação", não terem negativos como tinham as analógicas. Tudo é positivo nem que seja preciso repetir inúmeras vezes as selfies até poderem ser publicadas.

 

 

publicado por CRG às 15:33 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Ups, as minhas desculpas :)
  • sem leitores o tanas
  • só posso assinar por baixo do que escreveu!!! Beij...

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO

Statcounter

Posts mais comentados