O mausoléu de toda a esperança e desejo

"...the lure of every addiction which is losing yourself to time"

Don DeLillo "Underworld"

 

Há um sentimento de culpa na inacção. Medo que a existência se torne incontingente. Procura-se o sentido da vida na exaustão completa do tempo - pouco interessa a forma, a quantificação acima de tudo. 

 

Os nossos gadgets quebraram os resquícios dos últimos tempos mortos: a ansiedade transfere-se para o nível da bateria. 

 

Ou não é nada disto. Apenas o medo de ficarmos sós com os nossos pensamentos; obrigados de quando em vez a reflectir um pouco.

publicado por CRG às 11:50 | link do post | comentar