Sexta-feira, 29.07.11

Impressões

O calor amolece-me. A partir dos 25º Celsius fico tal e qual como os relógios de Dali: a derreter em passo lento sobre as cadeiras das esplanadas. Bebida atrás de bebida mostram-se incapazes de matar a minha sede. Fujo do Sol como os vampiros ou como o Rui Pedro Soares. Tento passear na sombra: aldeias de pedra, fortificações e castelos obsoletos pelo tempo.

 

O tempo é implacável, não perdoa; simplesmente ajuda a perdoar. A história pesa sobre estes locais. Há silêncio. Evita-se o levantar a voz, as palavras são proferidas em surdina entre disparos do obturador. Leio na vertical as notícias. Fecho o jornal: as notícias de ontem não mudaram. Levanto os olhos para a paisagem e, na esperança que a próxima tenha sucesso, peço outra bebida.

 

 

publicado por CRG às 22:22 | link do post | comentar
Quinta-feira, 28.07.11

Música de Verão #3

publicado por CRG às 23:29 | link do post | comentar
Segunda-feira, 25.07.11

Música de Verão #2

publicado por CRG às 10:40 | link do post | comentar
Quarta-feira, 20.07.11

Música de Verão #1

publicado por CRG às 13:39 | link do post | comentar
Domingo, 17.07.11

RSI

De acordo com dados recolhidos na internet:

 

O valor do Rendimento Social de Inserção (RSI) também conhecido por Rendimento Mínimo Garantido representou para o Estado português o valor de 425 milhões de euros em 2008. 

Este montante é aproximadamente 19% do total  das diversas Depesas Sociais (subsídio de desemprego, pensões, acção social, etc.). 

O RSI, para este valor, representa cerca 0,003% do PIB.

 

Pese embora este impacto reduzido no orçamento do estado, não existe qualquer conversa de café que não seja iniciada com um ataque aos beneficiários desta quantia.

 

Relembro que até Dezembro de 2010, o Estado Português já injectou 4,6 mil milhões de euros no BPN (uma década de RSI!), sem falar das garantias que o Estado já deu aos Bancos sem qualquer contrapartida, ou, simplesmente, o facto de as instituições bancárias pagarem uma taxa de IRC mais baixa que uma qualquer mercearia.

 

Por isso esta raiva não pode estar direccionada relativamente aos valores, uma vez que face ao exposto verifica-se que a raiva teria mais rapidamente como alvo os Bancos. 

 

Nem com os seus efeitos, porque como a presente crise permite comprovar os efeitos das fraudes bancárias têm consequências muito mais nefastas na economia do que uma mera fraude no recebimento do RSI. 

 

Que efeito psicológico estará a impulsionar esta animosidade?

 

Não é apenas uma questão de egoísmo. As pessoas vêem-se confrontadas com cada vez maiores dificuldades, trabalham cada vez mais horas para sobreviverem, para conseguirem ter um nível de vida satisfatório e olham para o lado e verificam que há pessoas que "sem nada fazerem" recebem dinheiro que eles esforçados lhes faziam falta.

 

O fosso entre os ricos e os pobres tem de tal forma aumentado, a classe média têm-se visto de tal forma descapitalizada que os seus rendimentos aproximam-se perigosamente do limiar da pobreza que qualquer apoio social é visto como uma traição ao seu esforço.

 

Apesar de compreender não posso aceitar que as queixas fiquem toldadas por este sentimento de traição, o caminho não se pode cingir pela tentativa de cortes ao RSI mas sim que o Trabalho seja devidamente recompensado, que as ajudas passem pela capitalização da classe média de forma a voltar a ser injectado dinheiro na economia.

tags:
publicado por CRG às 20:07 | link do post | comentar
Sexta-feira, 15.07.11

Sobre Impostos...

Buffett says he pays 18 percent of his salary to the IRS while the rest of his staff pays nearly twice that — 33 percent(...)"Frankly, an economy where my receptionist pays a lot higher tax rate than I do, does not strike me as a just economy," he told lawmakers. "I see nothing wrong with those who have been blessed by this society to give a larger portion of their income to the society than somebody that's working very, very hard to make ends meet," Buffett said.



tags:
publicado por CRG às 11:42 | link do post | comentar
Quinta-feira, 14.07.11

Todos no mesmo barco...

tags:
publicado por CRG às 11:15 | link do post | comentar
Terça-feira, 12.07.11

Fim do SNS

"In a world in which success was the only virtue, he had resigned himself to failure."

tags: ,
publicado por CRG às 11:49 | link do post | comentar
Sexta-feira, 08.07.11
Quarta-feira, 06.07.11

Amaro

Em Itália, no fim das refeições, é costume beber amaro: um digestivo de travo amargo, que visa aumentar o prazer da refeição. Esta ideia da necessidade de amargura como forma de realçar e potenciar a felicidade tem-se perdido nos últimos tempos.

 

A tristeza é vista como uma doença; um inimigo que deve ser combatido para que apenas a felicidade possa reinar. É imperioso que sejam descobertos os seus sintomas para que sejam eliminados o quanto antes. A tristeza melancólica - aquela que apenas e simplesmente existe, sem que haja algo de palpável e explicável - é uma aberração, sofrida com vergonha. E como tal, é escondida, dissimulada no véu do sorriso, ou "curada" com recurso a fármacos. 

 

Faz-me recordar um conto do Tchekhov, As groselheiras:

 

"Não vemos e não ouvimos os que sofrem, e tudo o que há de horrível na vida acontece em algum lugar nos bastidores...Tudo está calmo e tranquilo, só as estatísticas mudas protestam: tantas pessoas enlouqueceram, tantos litros de vodka foram bebidos, tantas crianças morreram de desnutrição. E essa ordem de coisas é obviamente necessária; o homem feliz evidentemente só se sente bem porque os infelizes carregam o seu fardo em silêncio, e sem esse silêncio a felicidade seria impossível."

 

Discordo. O Homem apenas poderá se sentir feliz se existir algum amaro.

 

diz-me o porquê dessa canção tão triste
me fazer sentir tão bem

 

 

publicado por CRG às 12:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Ups, as minhas desculpas :)
  • sem leitores o tanas
  • só posso assinar por baixo do que escreveu!!! Beij...

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO

Statcounter

Posts mais comentados