Quinta-feira, 30.12.10

Ironia

Os meus arrumos estão desarrumados!

publicado por CRG às 10:41 | link do post | comentar
Quarta-feira, 29.12.10

A música é tamanha...

Gosto que neste Natal e passagem de ano as músicas que andam em loop na minha cabeça sejam portuguesas. Sinal que se faz música em Portugal e boa música. Entre B Fachada, Diabo na Cruz, Virgem Suta e doismileoito, aguardo pelo do Godinho que deve sair no início do próximo ano. Assim até vale a pena esquecer o iTunes e comprar o cd. (Se alguém disser nos comentários que os Clã também vão lançar um cd novo eu vou fingir que não li).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por JSP às 02:52 | link do post | comentar
Terça-feira, 28.12.10

Ironic

Aposto que os fãs de Kevin Smith não esperavam outra coisa:

 

"Nasceu em pleno dia de Natal o primeiro filho de Alanis Morissette"

 

publicado por CRG às 16:46 | link do post | comentar
Quinta-feira, 23.12.10

Boas festas!!!

publicado por CRG às 16:40 | link do post | comentar
Quarta-feira, 22.12.10

E pur si muove!

 

Ontem foi o último dia da Sociedade Lusa de Negócios. E também o dia em que nasceu a Galilei. Os accionistas da defunta SLN decidiram ontem em assembleia geral mudar o nome e a imagem da sociedade.

 

Recorde-se que a SNL foi criada em 1998 para agregar os investimentos não financeiros do BPN, tornando-se no seu "dono". Cinco mil milhões depois a SNL muda de nome, segue a sua vidinha enquanto que os prejuízos nacionalizados do BPN afundam as finanças públicas. Em virtude disso clamam-se por mais medidas de austeridade (este regabofe salarial terá que terminar: salário mínimo só aumenta 10 euros), alterações nas leis laborais para facilitar o despedimento, até porque o estado social está a aniquilar a economia.

 

Eu, que não sei nada de finanças, nem biblioteca tenho, sou obrigado a concordar com os técnicos, mas olho para os factos e sussurro para mim "e pur si muove!"

 

 

publicado por CRG às 15:00 | link do post | comentar

E porque é Natal..

Presépio, não acham um objecto estranho. Reparem bem nas suas caracteristicas:

 

- Tem um bebé todo nú, ao centro, deitado em palhas (aqui a doutrina divide-se porque a escola de Lisboa acha que está estendido, enquanto que a escola de Coimbra considera que está deitado) o que em pleno Dezembro com o frio que está não deve ser nada agradável.

 

- De um lado tem a mãe e do outro o padrasto completamente vestidos. Porque é que não emprestam um pouco de roupa ao bebé?

 

- A mãe não devia estar também deitada? Acabou de passar por um parto e o bebé até é grande (ou será que não está à escala?) deve estar cansada, coitada?

- O padrasto está apoiado com o pau. Será que usou o pau para bater na Maria, ora se ela estava casada com ele e teve um filho que não é de ele apenas pode significar uma coisa: ele é cornudo! O diabo também tem cornos e está vermelho de raiva. Será coincidência? Mas para além disto, o José é mesmo coitadito porque é casado e ainda nada porque a Maria é virgem!

 

- Temos ainda um burro e uma vaca! Ora aqui é que está a parte inteligente do presepio! As pessoas costumam explicar aos filhos que estão lá para aquecer o bebé. Ora se tivesse muito frio ele não estava nú! Na verdade, estes animais são o alter-ego da Maria e do José. Basta pensar um pouco: o que é que nós chamamos a uma mulher que está casada com um e tem um filho do outro? Uma vaca! E o que nós chamamos a alguém que acredita na história que foi o Espirito Santo que lhe engravidou a mulher e que ela continua virgem? Um burro!

 

PS: Porque é que há muitos presépios com neve? Alguém alguma vez viu nevar em pleno deserto!

 

PSD: Este artigo não quer ofender de qualquer forma as crenças das pessoas.

publicado por CRG às 11:06 | link do post | comentar
Segunda-feira, 20.12.10

Presidenciais

De acordo com o artigo 120º da Constituição da República Portuguesa: "O Presidente da República representa a República Portuguesa".

 

Seguem cinco razões, entre outras, porque não irei votar no Mui Ilustre Prof. Cavaco Silva, actual Presidente da República:

 

1º - De acordo com o artigo 122º da CRP, para PR são elegíveis os cidadãos eleitores, portugueses de origem, maiores de 35 anos. Com essa idade quero um presidente que conheça as leis da natureza:

 

 

 

 

2 - Para representar Portugal prefiro um PR que coma com a boca fechada:

 

 

 

3 - que não confunda o Papa com um papagaio:

 

 

 

 

 

4 - Sem comentários:

 

 

 

 

 

5 - Sem comentários 2

 

 

 

 

publicado por CRG às 17:46 | link do post | comentar

E porque está a chegar o Natal...

...aqui fica a melhor música de Natal de sempre (desculpem o vídeo mas não se arranjou nada melhor).

 

 

 

 

música: River - Joni Mitchel
publicado por CRG às 11:16 | link do post | comentar
Sexta-feira, 17.12.10

Wiki, wiki, wiki

A revista Time elegeu Mark Zuckerberg, criador do Facebook, como a personalidade do ano enquanto que Assange, criador do Wikileaks, será o principal candidato no próximo ano. Entretanto, em Portugal, o programa de maior sucesso chama-se "Casa dos Segredos", cujo canal de cabo é igualmente dos mais vistos. Existe um ponto comum nestes três factos: a divinização da verdade e da transparência. Sucede que nem a verdade nem a transparência é em si um valor absoluto.

 

(Pausa para assimilar, com a mesma expressão que irrompeu da face da Judite de Sousa quando confrontada com a confidência de Noronha de Nascimento de que o direito à informação não era o principal direito na sociedade)

 

A verdade nua e crua é incompatível com a compaixão, com a vida societária e as regras não escritas que a acompanham. Em contrapartida, o seu contrário, i.e., a mentira e simulação constante impediriam o relacionamento pessoal. Que comprimido? Azul ou vermelho? Será possível valorar uma acção sem ter em atenção o seu resultado? Em caso afirmativo como não cair num relativismo perigoso? A resposta é a de sempre: voltar aos clássicos, sempre os clássicos.

 

A virtude para o Aristóteles é o meio-termo.

 

No caso da wikileaks deveria ser utilizado o esquema "salsicha": a receita e produção da salsicha deve permanecer secreta a menos que exista alguma ilegalidade, sob pena de nunca mais a conseguirmos consumir.

 

Pensar que a diplomacia funda-se na verdade (nova pausa para assimilar) não é apenas ingénuo mas idiota: imagine-se um diplomata americano encontrar-se com o "querido líder" da Coreia do Norte e expressar com total verdade o que pensa sobre ele. Afigura-se que não se augura um resultado nada agradável desta diplomacia da verdade e da transparência.

 

música: Uegue Uegue, Buraka Som Sistema
publicado por CRG às 11:09 | link do post | comentar
Quarta-feira, 15.12.10

Resumo do debate presidencial

 

 

 

publicado por CRG às 15:04 | link do post | comentar

Our house is a very, very, very fine house

 

 

 

música: Our House
tags: , , ,
publicado por CRG às 10:39 | link do post | comentar
Terça-feira, 14.12.10

Incoerente, eu?

Não raras vezes sou acusado de ser incoerente: alio um confesso desinteresse por tudo o que seja patriota1 a um orgulho pueril das belezas da minha terra, em especial da minha cidade.

 

Se é verdade que a coerência é o último refúgio dos que não têm imaginação (conforme dizia Wilde), não me parece que, neste caso, exista qualquer tipo de incoerência da minha parte. Este orgulho prende-se com a coisa em si, não com a sua localização geográfica, da mesma forma que quando lemos, vemos ou ouvimos algo excepcional temos aquele impulso de divulgar, partilhar com os demais.

 

No último sábado, ainda saciado de pipocas e de quatro golos no Dragão, fui confrontado com uma discussão sobre o local ideal para habitar: uma opinião paupérrima defendia que esse seria Vila Nova de Gaia (fundamentando com a vista sobre o Porto!).

 

A mim não me convencem. Qualidade de vida é, numa tarde amena de domingo, percorrer em bicicleta o parque da cidade, Matosinhos e a Foz, com pausa no Doce Mar para carregar baterias e ver o pôr-do-sol (sim. Mesmo com o desconforto do selim).

 

 

1 - Este desinteresse manifesta-se sobretudo com a exacerbação dos feitos, alguns sem dúvida notáveis outros nem por isso, dos portugueses além fronteiras e a colagem dos mesmos ao país. Rapidamente este desinteresse transforma-se em raiva sempre que se ouve o ar de alívio dos jornalistas quando não existem vítimas portuguesas em locais de desastre.

publicado por CRG às 11:36 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 13.12.10

E o produto mais procurado deste natal é...

publicado por CRG às 15:53 | link do post | comentar
Quinta-feira, 09.12.10

Apple, queremos mulheres nuas!

Não faz sentido uma Playboy sem nudez, assim como não faz sentido a censura a uma página de mulheres nuas de um tabloid sueco. O Steve quer a appstore "free from porn". Devia ser o consumidor a decidir o que quer. E eu quero mulheres nuas.

 

publicado por JSP às 17:56 | link do post | comentar

O horror

Há experiências verdadeiramente transformadoras, que modificam o nosso âmago e impedem que tudo volte a ser como antes: o nascimento de um filho, a guerra...

 

Hoje, precisamente às 14 horas e 23 minutos TMG*, vivenciei um desses momentos quando entrei nos 200m2 mais aterradores e pavorosos da minha, até, este momento, segura e confortável vida.

 

O dia, que havia começado como qualquer outro - pese embora ter acordado com sensação de segunda-feira, o que era expectável em face do feriado do dia anterior -, desenrolava-se lentamente, nuvens de cinza escuro emprestava à luz um tom pálido, gélido tipicamente invernal. Um pouco antes da pausa de almoço surge um convite para sushi, que inocentemente aceitei.

 

No entanto, viria rapidamente a descobrir que não há almoços grátis. Após o café um pedido: "acompanha-me a uma loja aqui ao lado". Embriagado pelo sabor de sushi fresco nas papilas gustativas não calculei os riscos e respondi irreflectidamente: "sim, claro".

 

Entretido em conversa amena e sem reparar no que estava defronte, entrei inadvertidamente na

 

 

(####AVISO####: Atenção: pessoas mais susceptíveis evitem ler o resto do post, a descrição pode provocar náuseas, enjoos e vómitos)

 

 

Hello Kitty luxe Boutique: "roupa, malas, calçado, acessórios, lingerie, jóias, peluches, objectos decorativos, bicicletas, material escolar, relógios tudo com a gatinha mais famosa do planeta. Para além do cor-de-rosa existem versões em preto e prateado. Inserido no mesmo espaço encontrará o Café Kitty Sweet, uma amorosa cafetaria, ideal para lanchar. Aqui, a Hello Kitty surge até em forma de torrada, sandes, queques, muffins, bombons e bolachinhas"

 

O rosa, tanto rosa, gatos, gatos e mais gatos, gatos por todo o lado. Os olhos do gato seguem-nos por todo o lado, nunca se ri, parece o Chucky mas capaz de aterrorizar o mais corajoso dos homens: fechei os olhos e corri, embati em algumas malas e galochas colocadas no meu percurso com o intuito de me fazer tropeçar, consegui manter o equilíbrio e cheguei cá fora ofegante e com apenas algumas escoriações mas felizmente são e salvo.

 

Tenham cuidado camaradas, a Hello Kitty está lá fora à vossa espera!

 

 

 

*Hora Média de Greenwich.

publicado por CRG às 15:08 | link do post | comentar
Terça-feira, 07.12.10

It's the economy, stupid

O síndrome do hamster é ainda mais pernicioso quando se verifica que a economia, o progresso económico deixou de ser visto como um meio para melhorar a vida dos cidadãos e transformou-se no (muitas vezes único) objectivo das políticas.

 

Conceitos novilínguos como "competitividade", "flexibilidade", "colaboradores" são usados para deteriorarem lentamente a qualidade de vida (os horários longos que obrigam a despejar os filhos de madrugada na creche, etc), enquanto se contrapõem a inevitabilidade de tudo isto, como se alguma lei física imutável se tratasse.

 

A raíz do problema centra-se na desvalorização progressiva do trabalho, visto apenas como um custo, inclusive um desperdício, que tem que ser suprimido ao mínimo. O trabalho deixou de ser visto como uma mais valia mas como um privilégio e não faltará muito até que os trabalhadores tenham que pagar para trabalhar. E, talvez tenha sido essa a única função da greve geral do passado mês: manifestar a importância, tantas vezes esquecida, do trabalho e dos trabalhadores.

 

No entanto, observar como a greve foi recebida, e, ainda mais importante, a diferença de tratamento entre as legítimas expectativas dos accionistas da PT e dos que auferem o ordenado mínimo comprova como esta é uma batalha longe de ser ganha.

 

Neste tempo de indefinição sobre que lado estar e sobre que batalhas combater seria importante afastar-nos da roda do hamster, respirar fundo e focalizar o debate político numa pergunta simples: esta medida aumenta ou diminui a qualidade de vida dos cidadãos. E contrariar Faulkner:

"Because no battle is ever won, he said. They are not even fought. The field only reveals to man his own folly and despair, and victory is an illusion of philosophers and fools."

publicado por CRG às 10:32 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 06.12.10

Pare, escute e olhe

 

Por vezes, quando estudava alguns (e não eram poucos) pedaços de história, era impossível não me interrogar como foi possível terem sido tomadas determinadas decisões sem que ninguém se apercebesse quão ridículas eram. Períodos como a grande depressão e as guerras mundiais, a forma como Portugal desperdiçou as riquezas trazidas pelos descobrimentos, a queda do império romano são apenas alguns exemplos.

 

E, infelizmente, temo que o período actual seja visto da mesma forma pelos nossos filhos e netos. As decisões que se têm tomado para combater a crise fazem lembrar um hamster a correr na sua roda. Corre, corre para acompanhar a roda, que, por esse impulso, é ainda mais veloz, e, quanto mais corre mais a roda acelera, o que dificulta, e obriga-o a correr ainda mais rápido, até que, por fim, é atirado com violência para fora da roda.

música: Breathe - Pink Floyd
tags:
publicado por CRG às 11:38 | link do post | comentar
Sexta-feira, 03.12.10

Baltter, vai mas é Qatar piolhos!

tags: ,
publicado por CRG às 13:19 | link do post | comentar

Foi bom Qatar

O mundial de futebol de 2022 vai-se realizar no Qatar (11,586 km2). Um país quase do tamanho das Asturias (10,604 km2) e mais pequeno que Timor Leste (14,874 km2) vai ter 12 estádios*.


Em média os estádios deverão ter lotação para 50 mil lugares, o que perfaz um total de 600.000 lugares. Estima-se que em 2009 o Qatar teria 835.924 habitantes.


Hum..Eu sei que lá não há elefantes, muito menos brancos, mas talvez não fosse má ideia que o Presidente da Câmara de Aveiro ou o de Leiria, ambos seria ideal, telefonassem para lá a avisar.

 

 

*Sicilia é mais do dobro com 25,700 km2.

tags: ,
publicado por CRG às 12:21 | link do post | comentar

Por falar em Seinfeld

 

 

 

tags:
publicado por CRG às 09:59 | link do post | comentar
Quinta-feira, 02.12.10

Um post sobre nada

 

Ontem, aproveitei uma parte do feriado para aconchegar-me junto da luz azul da televisão e gastar umas boas gargalhadas com a reposição na Sic Radical do Seinfeld, devidamente legendado: toma, Miguel de Vasconcelos! Querias tudo dobrado, não era?!

 

E, enquanto ouvia George Costanza, apercebi-me que faço parte da última geração analógica. Nasci antes da massificação da internet e quando finalmente surgiu a internet era a 56k, o que desaconselhava o visionamento de vídeos. Desta forma, para acompanhar uma série estava dependente dos horários e humores da estação. Se por azar esta se chamasse TVI era necessário uma ainda maior força de vontade: aturar aqueles filmes série B (no mínimo) que antecediam o episódio de sexta-feira do Seinfeld não é para todos.

 

No entanto, todo este esforço valia a pena: tentar conter o riso para evitar que toda a casa acordasse levava, como toda a gente que alguma vez o fez sabe, a que o riso aumentasse exponencialmente, e que explodia quando no fim as história dos protagonistas se uniam, atingido o climax. No dia seguinte juntava-me à tribo de olheiras bem cavadas para remomerar as piadas e soltar novas gargalhadas.

publicado por CRG às 15:51 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Ups, as minhas desculpas :)
  • sem leitores o tanas
  • só posso assinar por baixo do que escreveu!!! Beij...

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO

Statcounter

Posts mais comentados