Mar Negro

Tal como o Woody Allen eu também considero que as melhores lições de vida são reveladas em velhas anedotas, como aquela em que dois jovens peixes estão a nadar tranquilamente no oceano quando passam por um outro peixe mais velho, que lhes acena e diz "Bom dia, rapazes! Como está a água?" Os dois peixes continuam a nadar até que um olha para o outro e pergunta "Mas que raio é água?"

 

Pode-se continuar a debater com afinco as contradições do Paulo Portas; o alargamento de um ou dois anos a idade da reforma. O que não se pode perder de vista é a água. 

 

Ora, a falta de oxigenação e o nível de acidez do discurso político (peço desculpa por manter a mesma metáfora) transforma o espaço público num ambiente tóxico: o sentimento egoísta prevalece sobre a compaixão. Agudizou-se a divisão e o confronto entre pensionistas e trabalhadores; entre público e privado; entre pobres e remediados. 


Um passe de magia até poderá impulsionar a economia de um dia para o outro, acabando com a crise, mas estas cicatrizes vão de certo durar muito mais tempo, se é que chegam, a sarar.

tags:
publicado por CRG às 15:58 | link do post | comentar