Mr. CRG went to Brussels (parte 5)

 

No exterior do Parlamento Europeu encontra-se ao longo de uma estrutura em arco uma série de fotos gigantes representativas de momentos cruciais da Europa dos últimos 50 anos. Os próprios edifícios foram baptizados com nomes marcantes na formação da União Europeia. 

 

Há um desejo de História, de ser legitimado por esta.

 

Ao mesmo tempo, os edifícios do Parlamento Europeu, cujos interiores assemelham-se a um hotel de luxo, transmitem uma visão de contemporaneidade. O contraponto entre o exterior e o interior coloca a nu a artificialidade que é forçar a história. Esta não se acelera, não se inventa - simplesmente acontece.

 

Esta é uma característica recorrente da UE: a constante oposição entre o que quer parecer e o que realmente é.
tags: ,
publicado por CRG às 09:48 | link do post | comentar