Mr. CRG went to Brussels (parte 1)

Na semana passada, pela primeira vez, estive no Parlamento Europeu. Felizmente para mim e, sobretudo para os demais, ao contrário do Mr. Smith, não tive que falar ininterruptamente durante horas.

 

No entanto, a certa altura, no meio das diversas discussões e debates, pensei na famosa frase do Pynchon: "If they can get you asking the wrong questions, they don't have to worry about answers".


Focado nesse pensamento tive algumas vezes que travar a vontade de interromper algumas intervenções e gritar bem alto "mas o que é que essa merda isso interessa?". Com esforço aguentei-me, respirei fundo e imaginei a frustração diária de parlamentares e outros responsáveis, no seu dia-a-dia de reuniões e plenários infrutíferos.


Por este prisma a UE parece uma causa perdida, mas, como Stewart diz no filme que deu "origem" ao título do presente post, as causas perdidas são as únicas pelas quais vale a pena lutar.

tags: ,
publicado por CRG às 16:02 | link do post | comentar