De pé, ó vítimas da fome!

 

O PCP é um alvo fácil de caricatura: os seus anacronismos, como os termos usados nos seus discursos; a sua rigidez interna perante opiniões dissidentes; a sua intensa militância.

 

A simples menção do seu nome acaba por descredibilizar as ideias acertadas que teve e tem: nos anos 90 foi a única força parlamentar a alertar os efeitos nefastos da destruição do tecido produtivo português (agora relembrados pelo nosso PR). 

 

E se é verdade que o regime comunista falhou - um regime que se embarrica para evitar a êxodo dos seus cidadãos é um regime falhado - não significa que devam ser atirados para o lixo todos os seus ensinamentos, até porque os países que souberam da melhor forma aliar o sistema capitalista ao sistema comunista (países nórdicos) conseguiram não só atingir níveis elevados de prosperidade e riqueza como manter a igualdade social e liberdades individuais.

 

O zeitgeist actual assente no individualismo, no empreendedorismo, na busca do lucro, considera que a ideia de um estado social, com vista a uma sociedade mais justa, com mais direitos e menos desigualdades, é uma causa perdida. No entanto, como Jimmy Stewart disse em "Mr. Smith goes to Washington" as causas perdidas são as únicas pelas quais vale a pena lutar. 

tags: ,
publicado por CRG às 11:41 | link do post | comentar