Ao Steve Jobs.

Ou a quem teve a terrível ideia de inundar os computadores com mil e um tipos de letras que variam entre elas por apenas uma perna mais curva ou mais recta. Vai/vão à merda. Assim mesmo. Se soubessem a trabalheira que daí ia surgir tinham-se ficado pelos helvetica, times e arial. Ora porra.

publicado por JSP às 01:07 | link do post | comentar