FMI

 

No topo das montanhas, reunidas certas condições, acontece o fenómeno da imagem, designado como "Espectro de Brocken": uma sombra que se estende por diversos quilómetros e um halo.

 

Neste momento, a sombra de resignação cobre Portugal. Resignação à pobreza, ao desemprego, às insolvências, à deterioração das condições de vida. Sobre o halo de saber técnico e competência é vendida a narrativa de excessos, de uma vida acima das possibilidades do país, que apenas o regressar à casa portuguesa pobre e asseada pode resolver.

 

Os factos, os números não corroboram esta narrativa. Houve alguns excessos, sem dúvida, como sempre houve. No entanto, estes excessos não invalidam a busca de qualidade de vida, de uma sociedade menos desigual, mais justa...

 

Parafraseando Almada Negreiros: os jovens forçados a emigrar, que são cada vez mais, não têm culpa de serem portugueses e têm o direito a uma pátria que os mereça.

publicado por CRG às 13:59 | link do post | comentar