Arco-iris

 

Acabei de ler "Gravity's Rainbow" de Pynchon* (pausa para aplauso). Este livro, com cerca de 900 páginas e mais de 400 personagens, um labirinto de becos sem saída e episódios surreais que faz com o que os filmes de David Lynch pareçam uma narrativa linear, famoso por ter sido galardoado com o prémio Pulitzer, decisão que foi revogada pelos restantes membros do júri, é um puro sangue dificil de domar. A qualquer momento parece que nos foge, torna-se incompreensível, mas do mesmo modo rápido que dispara para a estatosfera regressa ao nosso controlo, domado mas capaz de nos surpreender com belas passagens que nos deixam com mais perguntas do que respostas.

 

E o que dizer do livro? Gostei. Qual é a história? Como assim. O enredo? Não percebo a pergunta, qual é a história do "I am the Walrus"? É uma viagem, uma reflexão sobre o destino, apocalipse, destruição, amor, submissão, poder. 

 

 * Famoso por não ser famoso: a sua vida privada é privada, não dá entrevistas nem embarca nas chamadas "tournées de livros" e as únicas fotos conhecidas são dos seus tempos de faculdade.

publicado por CRG às 11:39 | link do post | comentar