Saudades.

Macacos me mordam se este ano não faço uma curta! Perguntou-me um amigo que vai exibir uma curta no fantas, "e tu, quando vejo a tua lá?". E eu, como sempre, para o ano, para o ano... Tenho mesmo saudades de todo o processo criativo, de escrever o argumento, de criar personagens, de chamar pessoas para trabalhar comigo, do trabalho com actores, da edição, do tratamento do som... E sobretudo, dos enganos, dos bloopers. Eles são inevitáveis em gravações. E quando há um motivo de riso no meio de tanta concentração é mesmo complicado voltar à personagem. Mas, olhando para trás... cum caneco, são das melhores recordações.

 

 

publicado por JSP às 19:02 | link do post | comentar