In the roads of Portugal

No filme "Filadélfia" a personagem interpretada por Denzel Washington ficou famosa por utilizar a frase "expliquem-me isto como se tivesse seis anos". Ultimamente não me têm faltado assuntos que precise desta explicação básica, mas por agora ficaria satisfeito se me fosse explicado a introdução de "portagens" nas SCUTs. 

 

A ideia assente, ou a que foi vendida à opinião pública, consistia na teoria do utilizador-pagador: os que utilizavam o serviço deveriam arcar com a sua despesa, deixando de onerar os cofres do Estado, sobretudo nesta fase de austeridade não seria justo os contribuintes financiar o uso de auto-estradas de alguns "felizardos".

 

Sem embargo de considerar este fundamento como demagógico porquanto não se estaria a ter uma visão alargado sobre os benefícios das SCUTs como dinamizadora da economia e descentralização do país, ficando-se por uma análise superficial de custos, na prática nem isso se resolveu.

 

Não só os utilizadores encontram-se a ser taxados pela utilização das ex-SCUTS (sem mencionar as consequências terríveis nas empresas inseridas naquelas zonas) como o erário público irá pagar mais com portagens do que sem elas.

 

De acordo com o Tribunal de Contas com a renegociação de contratos, para introduzir portagens, as estradas ficaram 58 vezes mais caras. 

 

Vá, agora, expliquem-me isto como se tivesse seis anos...

  

publicado por CRG às 13:37 | link do post | comentar